domingo, 4 de março de 2012

A importância do brincar para o desenvolvimento infantil

A importância do brincar para o desenvolvimento infantil

Daniela Rosa da Silva

Devido à crescente onda de violência do mundo moderno aliado ao avanço tecnológico, o repertório de brincadeiras de nossas crianças mudou bastante. Hoje está cada vez mais difícil encontrar crianças brincando na rua, correndo, jogando bola, brincando de pique-esconde, pulando corda e amarelinha. Cada vez mais solitárias, as crianças brincam em casa, na frente da TV ou do computador, interagem apenas com o vídeo-game, sem se atentar para o mundo lá fora.
Embora despertem o raciocínio lógico das crianças, os jogos de vídeo-game não são capazes de promover a interação entre as crianças, não são capazes de colocar crianças em contato com outras crianças para que possam pensar, resolver problemas e conflitos, conversar. Na verdade, esses jogos acabam por promover comportamentos antissociais.
O brincar em grupos favorece a aprendizagem, o desenvolvimento e a interação da criança com outras crianças, além de promover o contato com a sua cultura. A brincadeira possibilita a construção de novas relações entre as situações reais e os pensamentos. Dessa forma, a brincadeira dá à criança, a possibilidade de integração real à sociedade através de atividades coletivas e da administração e resolução de conflitos  através do diálogo. Lidar com a frustração na infância através das brincadeiras faz com que as pessoas aprendam a enfrentar melhor este sentimento na vida adulta.
Assim, podemos concluir que brincar não é apenas um passatempo infantil. Brincadeira é coisa séria. Brincar fortalece as relações sociais e contribui para o desenvolvimento infantil como um todo e estimula a capacidade de construção de novos conhecimentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário