domingo, 4 de março de 2012

A construção de saberes

A construção de saberes
Daniela Rosa da Silva

A memória é uma espécie de caleidoscópio composto por vivências, espaços e lugares, tempos sentimentos, percepções/sensações, objetos, sons e silêncios, aromas e sabores, texturas, formas. Movendo tudo isso incessantemente e, a cada movimento do caleidoscópio, a imagem é diversa, não se repete, há infinitas combinações, assim como , a cada presente, ressignificamos nossa vida. Esse ressignificar consiste em nossos atos de lembrar e esquecer, pois é isso a memória, os atos de lembrar e esquecer a partir de evocações do presente (BASTOS, 2005).


Diversas teorias comprovam que os alunos não são “folhas em branco” que serão preenchidos de conhecimentos pelos professores. Quando as crianças chegam à escola elas estão vêm cheias de conhecimentos e experiências; o que dizer, então, de jovens e adultos, que trabalham, se relacionam em muitos espaços distintos, resolvem diversos problemas no seu dia-a-dia, criam e educam seus filhos, criam explicações para os fenômenos sociais e culturais que os cercam. Enfim, os alunos da EJA possui uma imensa gama de conhecimentos formais e não formais. Teorias essas que são a porta de acesso a outros novos conhecimentos.
Logo, cada aluno é um sujeito histórico repleto de saberes particulares, diversos, nascidos da interação com o meio físico, familiar, da experiência no mundo do trabalho e dos papéis desempenhados ao longo da vida.
Assim, numa perspectiva bem interacionista, o conhecimento pode ser entendido como o resultado da interação do sujeito com o seu meio e com as pessoas com as quais convive. E o papel da escola, nesse contexto é mediar a construção do conhecimento, dando ferramentas para que os educandos possam transformar as informações que já possuem, em conhecimentos práticos. É ajudá-los a construir novos saberes à partir do que já se sabe, tomando os conhecimentos prévios dos educandos como pontos de partida para novas aprendizagens.

Referências
ARANHA, Maria Lúcia de Arruda. Filosofando, Introdução à Filosofia. São Paulo: Moderna, 1993.
COUTINHO, Maria Tereza da Cunha; MOREIRA, Mércia; Psicologia da Educação – Um estudo dos processos psicológicos de desenvolvimento e aprendizagem humanos, voltado para a educação. São Paulo: Editora Lê, 2001.



Nenhum comentário:

Postar um comentário